Os Números do Sexo

Descubra algumas curiosidades sobre o sexo!

Assim como as pesquisas que envolvem o sexo, volta e meia saem listas com dados que mostram através de número o comportamento na cama (e fora dela) de homens e mulheres. As porcentagens são genéricas, mas trazem algumas informações mais curiosas do que relevantes, porém, é sempre bom ficar por dentro do que se descobre sobre o sexo.

Confira alguns desses números e veja se você integra as maiorias ou minorias quando se trata de comportamento e características sexuais:

Em relação aos homens:

– As suas primeiras ereções ocorrem no último trimestre de gestação, quando ainda são fetos;

– Na Europa, um em cada cinco mil homens faz um corte no freio da língua para proporcionarem mais prazer à parceira no sexo oral;

– Um homem gera, ao longo de sua vida, 53 litros de sêmen;

– As manhãs bem cedo, durante o outono, são os períodos em que os homens possuem maior excitação;

– 41% deles se sentem culpados por se masturbar;

– Apenas um a cada 400 homens é flexível o bastante para conseguir fazer sexo oral em si mesmo;

– O tamanho do pênis depende, na maioria das vezes, da herança genética, sendo que o estresse, medo e água fria o fazem encolher. Além disso, mãos, nariz e pés grandes, como alguns podem pensar, não são indícios verdadeiros de um pênis maior;

– Os testículos europeus, em média, têm o dobro do tamanho dos chineses;

– Camisinhas devem ser capazes de esticar até sete vezes seu tamanho normal, segundo a norma internacional. Também devem aguentar ao menos 18 litros de ar antes de rasgar.

Sobre as mulheres:

– Somente 1% do sexo feminino chega ao orgasmo com a excitação dos mamilos;

– Em torno de 29% das mulheres casam virgens nos dias de hoje;

– O primeiro orgasmo de 47% das mulheres é atingindo através da masturbação;

– 50% das mulheres já fingiram o orgasmo pelo menos uma vez em sua vida;

– A média é que os orgasmos femininos tenham duração de seis a dez segundos, porém, algumas podem permanecer no ápice do prazer por até 20 segundos;

– A palavra clitóris deriva do grego e significa chavinha;

– Pesquisas do Instituto de Etologia Urbana de Viena afirmam que as mulheres bonitas têm um cheiro natural mais sensual que o das feias;

No Brasil, a maioria delas gosta mais de ficar por cima do parceiro durante o sexo;

– Por volta do ano 2000 a.C, as egípcias utilizavam como anticoncepcional o esterco de crocodilo.

 

E ai o que você achou? Você se encaixa em uma dos números? Comente ai!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*